“Se as coisas são inatingíveis… ora! Não é motivo para não querê-las… Que tristes os caminhos, se não fora a presença distante das estrelas!”
Eu sempre acreditei que planos fazem bem a qualquer destino. Mas muito mais importante do que se ter ao certo aonde se quer chegar, é se ter a consciência de que a única coisa que não se é permitida é no tempo parar!

As pedras no caminho com certeza hão de existir… e já dizia o poeta que com elas eu poderia construir meu castelo ou galgar a escadinha da felicidade! Eu não vejo muito por aí! Ou talvez veja, mas numa perspectiva diferente… As pedras no caminho tem utilidades que vão além do plano concreto ou daquilo que se visa atingir. As pedras nos relembram aquela minha velha e favorita sentença que diz que “é preciso cair para aprender a levantar!”. O velho “nóis trupica mais não cai” sabe? Pois bem, é só quando aprendemos a ficar de pé por conta própria, sem muletas ou capenguices que percebemos que o inatingível está bem ali… ao alcance das nossas mãos!!!
Anúncios