Indigestão, asia, mal estar. Cara feia, bico e mau humor. Preguiça, urucuba e mal olhado! Inveja, feitiçaria, mulherzinha de olho no seu namorado! Dor de cabeça, cólica e dor de cotovelo também! Enxaqueca, dor de dente e conta corrente no vermelho! Será que é mesmo possível padecer de um algum mal pro qual esse remédio não seja a cura?
– Peraí, Senhora Manu! Remédio? Remédio qual?
– Som-risal ué!
Não há nada que esse remédio não cure! Eu receito e assino em baixo, afinal de contas, de um tempo pra cá me graduei em ser Doutora da Alegria! E não! Não estou mesmo falando daquele pózinho efervescente de sabor insosso, ou até mesmo daquela nova versão sabor laranja que ao ser dissolvido na água provoca borbulhas em teu estômago! Não, não! A cura, pra qualquer problema, é simplesmente o som-da-tua-melhor-gargalhada!!!
Tão efervescente quanto, uma boa gargalhada pode causar muito mais do que borbulhas em teu estômago! Pode provocar uma reviravolta interior e fazer qualquer dorzinha de cabeça chata passar! O único risco que corres, em caso de overdose, é uma certa dor muscular na região das bochechas! Mas… que mal há tendo-se em vista os benefícios!
E um sorriso sincero não faz bem apenas a ti, embora os estudiosos afirmem que até mesmo solução anti-rugas o bendito remédinho é! Distribuir sorrisos é contagioso, embora nada perigoso! Faz os corações baterem mais forte e num único compasso, faz o tempo parecer muito mais bem aproveitado, e ainda por cima, faz as brigas irem lá pra longe! Bem longe!!!
Só tem uma coisa! Não adianta pechinchar, procurar promoção ou sair buscando nas prateleiras das drogarias pra comprar! Um “som-risal” sincero, expontâneo e verdadeiro não se compra! Vem de dentro, vem do peito! Aliás, se eu não tivesse estudado o sistema cardiovascular tantas vezes, eu até diria que quem sorri mesmo é o coração e não a boca! Assim sendo, não poupes a tua boca! Nem tampouco teu coração! Até porque, o tal do “som-risal” é tão porreta que até o coração fica mais forte, afinal, uma boa gargalhada faz o peito pular mais do que escola de samba!
Eu não queria dizer não, mas afinal pra que esconder minhas suspeitas! O meu riso não vem da boca, nem da garganta… o meu sorriso não vem do peito… Ele vem é lá do coração e meu coração tem uma megafone!!!
HA HA HA!
Anúncios