a mulher invisívelOntém fui ao cinema assistir “Mulher invisível”, com Luana Piovani e Selton Mello. Vale muito a pena! Primeiro porque o filme rende boas gargalhadas! Segundo porque é uma lição de vida e de amor, bem humorada mas é! O único contra do filme é o corpo da filha da mãe da Luana, que nos faz querer sair do cinema e nunca mais comer na vida, além de ter que passar 3 hrs por dia na academia! Mas como a simpatia da moça não me convence… acaba que a beleza é diminuída! Pelo que vejo dela na mídia…arrogância pouca é bobagem! Mas isso não vem ao caso… o que me fez mesmo parar pra pensar no filme foi: até quando vão haver tantas mulheres invisíveis no mundo!

Claro que o foco do filme, foi mesmo na Luana, ou melhor, Amanda no filme, a verdadeira mulher invisível! Mas nas entrelinhas a verdadeira mulher invisível era a Vitória… uma cidadã comum, insegura e submissa como muitas de nós! E por mais que a gente brade por aí a evolução feminina, os avanços que conseguimos… ainda, muitas vezes somos invisíveis! Nos diminuímos, deixamo-nos calar, assumimos uma postura de dependência e inferioridade em relação aos homens!

Eu, por vezes, me sinto invisível! Foi bom! Pra pensar! Pra mudar!

Anúncios