Tags

, , ,

Andei sumida! Sim, é verdade! Mas é que as férias acabaram! E sinceramente, tenho vivido um momento de crise de identidade…não meu, mas do meu blog! Haha!

É que sempre fui do tipo de garota que entra aqui pra falar de mim… dos meus sentimentos, da novela mexicana que minha vida se torna por vezes, das reviravoltas que meu mundo dá. Enfim,  eu falo mesmo é das banalidades de uma vida bobinha que não interessa a muitos além daqueles que me amam [ou que me odeiam, néh?], mas que vem do coração, e tem significado e conteúdo ao menos para mim, que sinto tudo!

Acontece que vira e mexe eu vejo ou leio sites com coisas que não tem nada a ver com o coração, e tenho vontade de compartilhar por aqui esse tipo de informação também! Coisas que dizem respeito a mim sim, de certo modo, por serem coisas que me dispertam interesse… Mas que não estão diretamente ligadas ao meu estado de humor! Como moda, estilo, fofocas de atrizes que eu gosto, novidades cibernéticas ou não, assuntos esportivos relacionados com corrida e musculação, coisas fofinhas pra baixar pro computador ou pra comprar pra decorar a casa,  maquiagem, acessórios, filmes, músicas, dentre outras coisas… Mas o fato é: me sinto… superficial. É! É essa a a palavra, para não dizer fútil, por ficar falando de banalidades assim!

Sempre achei super fofinhos e uma ótima fonte de informações esse tipo de blog  “novidadinhas”, mas sempre achei também oco, vazio e uma mera redistribuição de notícias, porém colocadas em um layout bacana e com gravuras mais engraçadinhas. No fundo, a sensação que fica é a de que, se eu fosse um pouquinho menos blogueira, e tivesse um pouquinho menos de preguiça ou um pouquinho mais de paciência, era só digitar o termo do “assuntinho do dia”  no blog lá no Google que provavelmente eu acharia a mesma notícia, porém com menos firula, num desses mega portais. Fato. Na internet quase nada se cria também… tudo se redistribui!

Assim, fico eu aqui com minha crise de identidade “blogícia”, curtindo minha noite e meu “Dave Matheus Band” no WMP enquanto tento chegar a uma conclusão nada conclusiva.

Quer saber mesmo? É como mamãe sempre me disse… Ser superfícial vez em quando, gostar de futilidades, e perder um tiquinho de tempo com o desnecessário não é nenhum pecado… contanto que você não se resuma e nem se dedique tanto assim a isso!

Além do que, enquanto os sentimentos estão confusos aqui dentro, do que adianta tentar falar deles? Seria o mesmo que falar do incompreensível?

Portanto, VIVA o blog bobaginha e rasinho da Manu quando e enquanto bater a vontade!

VIVA!

sign1

Share this Post

Anúncios