A minha baixa auto-estima me deixa com um problemão nas mãos…uma auto-crítica super acirrada que me faz me colocar para baixo constantemente. Eu tento fugir disso e me aceitar como sou… assim, cheia de falhas, defeitos, dificuldades, com uns quilinhos a mais, uma espinha aqui e outra acolá e cheia de fios de cabelo fora do lugar. Mas lá vem a tal da consciência me martirizar e cobrar mais, mais e sempre mais de mim. A minha capacidade de enchergar [ou seria de aceitar?] meus limites é bem limitada, pra não dizer nula… Não me dou o direito de errar, de fazer mal feito, de cometer falhas sem uma pesada descarga de auto-acusações e recriminações posteriores. Não me cobrem! Eu sou a maior cobradora de mim mesma. Não me julguém! Eu sou a pior juíza de mim! Ferrenha, derrotista, imparcial e durona. Sem dó nem piedade…eu me coloco no meu lugar… Eu me coloco no chão.

Anúncios